quinta-feira, 10 de setembro de 2015

7 PRÁTICAS QUE QUEIMAM O FILME DA SUA EMPRESA NAS REDES SOCIAIS

|

Especialista dá dicas do que não fazer nas redes sociais para que sua empresa construa uma boa relação com os clientes

Por Priscila Zuini com Murilo Cepellos - 12/08/2015


marketing, redes sociais (Foto: Reprodução)

A presença de uma marca nas redes sociais nem sempre traz bons resultados para a empresa. Ao invés de se aproximar e estreitar a relação com o público-alvo, um trabalho mal feito é capaz de afastar possíveis clientes do seu negócio.
Segundo Lidiane Faria, coordenadora de mídias digitais da Faculdade Cásper Líbero, engana-se quem pensa que administrar perfis nas redes sociais é um trabalho que qualquer um pode fazer. “Em primeiro lugar, é importante que exista a reflexão dos gestores da empresa sobre a presença da marca nas redes sociais, porque exige muito trabalho. Empresas escorregam e cometem erros quando tentam prestar esse serviço por conta própria”, afirma.
Confira as práticas selecionadas pela especialista que podem fazer com que sua empresa perca clientes nas redes sociais:
1. Ser grosseiro com clientes ou em reclamações
Nos casos em que a audiência se manifesta negativamente, evite o bate-boca público. Peça um contato pessoal (seja por telefone ou e-mail) e trate em particular. Em último caso, quando há grande visibilidade, publique uma nota de esclarecimento – mas lembre-se, esta publicação também impactará pessoas que às vezes nem sabiam do caso.
  •  
Não brigue: a raiva atrapalha o dia a dia no trabalho (Foto: Reprodução)
2. Excluir comentários e fingir que nada está acontecendo
Um cliente insatisfeito é capaz de passar a noite em claro e mobilizar toda a família para bombardear perfis nas redes sociais com reclamações. “Não exclua comentários sem analisar corretamente a situação. Se você tem uma situação crítica, resolva rapidamente”, diz Lidiane.
Em todos os casos, é importante prestar atenção no que os clientes têm a dizer. “Leia com calma cada recado do seu público, receba como um presente e tente melhorar cada vez mais seu trabalho. Agradeça também os elogios, afinal, redes sociais são feitas de pessoas e ideias”, afirma.
3. Confundir as contas
Perfil pessoal é uma coisa, página profissional é outra. O posicionamento político, a religião ou o time do coração do dono da empresa não precisam ser publicados nos canais da empresa. Você pode ficar mal com os que não torcem para o mesmo time.
4. Publicar sem planejamento
Reserve algumas horas da semana para pensar em conteúdos, temas e formatos de materiais para redes. Prepare um guia de boas práticas sobre sua marca e inclua também o trabalho digital. “Ao delegar o trabalho de mídias sociais, seja para uma empresa ou para um funcionário, ele saberá claramente quais são as diretrizes da empresa e onde deseja”, diz.
5. Abusar de conteúdos que não tenham relação direta com seu negócio
Encher a página de gatinhos e frases engraçadas possivelmente resultará em muitos likes e compartilhamentos, mas não vai necessariamente ajudar a vender mais produtos. Entregue conteúdo de qualidade e soluções que façam a diferença no dia a dia dos seus clientes.
“Se você vende uma máquina industrial, por exemplo, uma dica é publicar um passo a passo sobre como aumentar a produtividade com alguns depoimentos de clientes satisfeitos”, diz.
6. Copiar conteúdos de outras empresas sem autorização
Plágio é crim e está previsto no Código Penal Brasileiro. A Constituição Federal também
garante o direito à propriedade. Portanto, pense bem antes de usar uma imagem ou conteúdo que não são seus.
7. Ter uma postura contraditória
Tenha uma comunicação coerente e entenda que todos os seus passos serão vistos pelos clientes. “Não adianta ter uma loja com posts divertidos no Facebook e um atendimento péssimo pessoalmente. O fã que quiser conhecê-lo, pode não voltar nunca mais. E o pior: falará mal, registrando sua reclamação nas redes”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe seu comentário!

Redes sociais