domingo, 28 de agosto de 2016

DICA PARA COMPRAS DE COISINHAS FOFAS!

|

Oi gente! Hoje venho compartilhar minha experiência de compras na loja Daiso (https://www.facebook.com/daisojapanbrasil/).  Lá você encontra de tudo desde utilidades domésticas até aquelas coisinhas fofas que mulher adora com um precinho bem acessível.

"Suas lojas são coloridas e organizadas, com produtos inusitados e muitas vezes exclusivos. A maioria é formada por utensílios para a casa ou para o trabalho." (http://exame.abril.com.br)

Achei lá algumas coisas que uso no meu trabalho artesanal como um cortador de isopor, uma pinça para fazer meus laços e até uma caixinha com chaves de fenda e philips para trocar a pilha dos brinquedos da criançada! Adoro e indico dar uma passadinha para conhecer!!!



Hoje tem 5 dicas para viver de artesanato e ter sucesso no seu negócio!

Eder Machado, especialista no assunto, compartilha 5 dicas para quem está construindo seu negócio no artesanato.

1. Defina seu nicho de mercado

Com a internet, é possível trabalhar com nichos. Na internet, com uma demanda pequena, é possível atingir todas as pessoas interessadas nessa demanda e ter um negócio rentável, no Brasil e no mundo.

Por isso, estamos vendo crescer as vendas de lojas on-line especializadas em cadernos artesanais, bonecas de tecido ou enxoval para bebê.
2. Capacite-se na gestão do negócio

Desenvolva sua loja, estude e defina seu preço de mercado. Pesquise custos fixos, custos variáveis, para então ter a visão de lucro e de ganho. É preciso saber até onde você pode negociar, dar desconto. Busque capacitação em ferramentas como Excel, Facebook Ads, Google AdWords, plano de negócio, planejamento estratégico e o que mais você julgar necessário.

3. Invista em divulgação na internet

Esqueça os altos investimentos e a necessidade de contratar uma agência de publicidade. Se você é um “eupreendedor”, você pode fazer um anúncio customizado para a audiência que você escolher, a partir de R$ 20 no Facebook, por exemplo. “As redes sociais são poderosíssimas e investir em anúncios no Google e Facebook dá retorno. Se meu público, que defini lá no primeiro ponto, são mulheres grávidas, eu posso mostrar meu anúncio só para esse público”, explica Eder.

O especialista indica começar criando uma página no Facebook e investindo em Facebook Ads. Mas nem só de anúncios vive uma marca e se conquista clientes! “Trabalhe a sua fanpage, poste conteúdo. Voltando ao ponto do nicho: faça publicações que interessam a esse nicho. Atraindo a atenção do seu público, posteriormente, a venda vai acontecer”, reforça Eder.

Outras ferramentas que merecem atenção

Instagram

Também é uma ferramenta genial para o pequeno empreendedor.

Pinterest

O artesão pode usar muito essa ferramenta para divulgar e se inspirar.

Periscope

Uma novidade muito legal. É uma grande oportunidade para o pequeno empreendedor, artesão, você pode interagir e até tirar dúvidas do cliente.

Youtube

É considerado o segundo maior buscador do mundo. Só perde para o Google. Para os vídeos, valorize seu trabalho; é legal mostrar o ateliê, o ambiente de trabalho e o processo por trás da produção de seu produto.

WhatsApp

É uma ferramenta de aproximação, para manter o relacionamento com quem já é cliente. Eder indica no pós-venda. “As vantagens são a resposta imediata e a aproximação com o cliente. No primeiro momento, não é tão interessante massificar. Tenha chip somente para atendimento no WhatsApp, não divulgue na internet seu número pessoal”.

Para viver de artesanato, é mais conveniente manter um cliente fiel, do que investir para conquistar um novo.
4. Repasse a valorização que seu trabalho merece a seu cliente

Existem duas variáveis que o artesão possui e muitas vezes não valoriza: habilidade e tempo. Por isso é importante se posicionar como profissional. Defina seus horários de trabalho e respeite-os, tenha responsabilidade com seus clientes, respeite prazos. Você valoriza seu trabalho como artesã? Então repasse essa valorização aos clientes. Isso é viver de artesanato.

5. Pense no futuro

O profissional que já tem certa experiência, pode ensinar: vender projetos, apostilas. Isso é legal, pois a pessoa que ensina tem por obrigação se manter atualizada. Ela se torna referência no mercado.Você não precisa parar de fazer suas produções, pode atuar em paralelo. Se relacione e procure contatos. Tudo é inspiração. Para mexer no lado criativo, visite feiras, vá ao cinema, compre e leia revistas e livros, observe a natureza. O grande segredo aqui, que vem com um pouco de prática, é saber como juntar essas informações e traduzi-las em seu produto e sua marca.

Dica final: é importante se enxergar como empreendedor

Você pode e deve trabalhar com aquilo que lhe dá prazer, não há nada de errado em ser remunerado com aquilo que você ama. “O ‘eupreendedor’ tem que estar focado em todas as partes do negócio para mantê-lo funcionando”, ressalta Eder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe seu comentário!

Minhas Redes Sociais